Da onde vem o Fetiche dos Japas por Tentaculos?

Uma olhada na arte e nos conceitos para tentar entender esta Tara por tentáculos...



O Fetiche por tentáculos descreve um tipo de pornografia mais comumente encontrado no Japão , que integra a pornografia tradicional com elementos de bestialidade e uma fantasia, horror, ficção científica ou tema. 

Confira:

Tentacles, ou Tentacles Rape:



Como observação Pessoal, o tema de certa forma é visualmente envolvente, em geral envolve múltiplos tentáculos, serpentes ou raízes, para os ocidentais mais puritanos de forma geral é tratado de forma bizarra, para outros uma variação interessante, de uma orgia visual diferente apenas!




Tentacle Rape ou shokushu goukan  é encontrada em alguns títulos de terror ou hentai  , com criaturas tentáculos (geralmente monstros imaginários, ou alienígenas) que têm relações sexuais com personagens femininas.




 As Relações com os Tentáculos  podem ser consensual, mas freqüentemente contém elementos de estupro  (
Tentacle Rape).

O gênero é bastante popular no Japão, que é ainda objecto de paródia . Nos últimos anos, filmes japoneses do gênero têm se tornado mais comum nos EUA e na Europa, embora ainda continua a ser um pequeno, parte orientada para o fetiche da indústria de filmes adultos.



 Enquanto a maioria dos tentáculos pornográficos são hentais (desenhos eróticos japoneses), também existem alguns filmes live-action. 

História:

As criaturas com tentáculos apareceram na cultura erótica japonesa muito antes destes Hentais.



 Entre os mais famosos dos primeiros exemplos é uma ilustração do 1814 Hokusai Katsushika novela Kinoe não komatsu chamada O Sonho da Mulher do Pescador



É um exemplo de shunga (arte erótica japonesa) e foi reformulado por uma série de artistas. australiano artista David Leigos refez o projeto em uma pintura de mesmo nome, e Masami Teraoka trouxe a imagem até à data com o seu trabalho 2001 " Sarah e Octopus / Seventh Heaven ", que faz parte de suas ondas e coleta de Pragas.


Um trabalho acadêmico por Danielle Talerico  mostrou que, embora as audiências ocidentais freqüentemente interpretam famoso desenho de Hokusai como estupro, o público japonês do período Edo teria visto isso como consensual. 

Algo atípico para Nossos Padrões, mas não para eles! 

Eles teriam reconhecido a impressão como representando a lenda da mulher abalone mergulhador Tamatori. 

A História de Tamori

Na história, Tamatori rouba uma jóia do Rei Dragão. Durante sua fuga, o Rei Dragão ordenou a seus asseclas de vida mar (incluindo Polvos) para persegui-la. O diálogo na ilustração mostra o mergulhador e dois polvos expressando prazer mútuo.

 Como este termo é interpretado não permaneceu constante. 


Enquanto genitália exposta (e até o cabelo recentemente pubiana) são ilegais no Pais, este tipo de representação não passa por esta restrição, afinal tentáculos não são órgãos sexuais, e nem humanos Polvos e seus tentáculos não são órgãos sexuais humanos, o que torna tudo legalizado.

 Líderes da indústria de tentáculo pornô afirmam que grande parte do seu trabalho foi inicialmente dirigido a contornar esta política. 









O animador Toshio Maeda afirmou: "Naquela época pré-Urotsuki Doji, era ilegal para criar uma cena sensual na cama. Eu pensei que eu deveria fazer algo para evitar o desenho de uma cena sensual como normal. Então, acabei de criar uma criatura." Seu tentáculo não é um pênis como pretexto. Eu poderia dizer, como desculpa, isso não é um pênis; esta é apenas uma parte da criatura.

 Você sabe, as criaturas, eles não têm um gênero. A criatura é uma criatura. Portanto, não é obsceno - não é ilegal. ("Manga Artist Interview Series (Part 1)", 2002).

Viram até mesmo coisas em geral consideradas bizarras ou fora dos Padrões Sociais, Tem ou podem ter conteúdos históricos ou até mesmo outros pontos de vistas!

E você que tipo de arte considera algo Fora do Padrão?
    Blogger Comment
    Facebook Comment
 
Copyright © 2013. Tia Nerd Show - All Rights Reserved
Template Created by ThemeXpose | Published By Gooyaabi Templates