Game of Thrones: Targaryen Uma história a ser Lembrada!

Conheça a história do Pai de Daenerys, o Famoso Rei Louco!


E os livros de Game of Thrones têm várias histórias do passado que, na série de TV, são apenas citadas. Como a História  do Rei Louco,o pai de Daenerys Targaryen. 

Ascensão de Aerys II


Aerys Foi coroado Rei quando tinha dezoito anos,  após a morte de seu pai, Jaehaerys. Ele era charmoso, mas tinha fama de ser convencido e um tanto instável. Ao tomar posse do Trono de Ferro, o Targaryen decidiu trocar todas as pessoas antigas da corte por jovens de sua escolha.Até trocou a Mão do Rei por seu amigo de infância  Tywin Lannister.

Nessa época, Aerys era casado com sua irmã, Rhaella  (Vale lembrar que casamento entre irmãos eram liberados entre os Targaryens) e tinha um filho chamado Rhaegar, o herdeiro do trono. Apesar de terem conseguido ter um filho, anos depois do nascimento dele, a rainha teve diversos abortos, natimortos e recém-nascidos vieram a falecer. 

 Tywin Lannister  governava praticamente sozinho e todos no reino e fora dele sabiam disso. O reino crescia, pois ele comandava de forma justa. Ja o Rei se tornava cada vez mais imprudente, pois não gostava dos comentários do povo sobre Tywin mandar nos Sete Reinos.

A relação entre os dois amigos se deteriorava cada vez mais. Quando nasceram os filhos gêmeos da Mão, Cersei e Jaime, o Rei ficou com raiva, pois sua esposa não estava conseguindo mais lhe dar filhos. 

Aerys não concordava com quase nada que o Lannister queria fazer no Reino.

A amizade dos dois acabou de vez quando Joanna a Esposa deTywin, deu a luz à Tyrion e faleceu durante o parto.  O Rei ridicularizou a situação e é óbvio que Tywin nunca mais foi o mesmo com ele. Entretanto, continuou em Porto Real trabalhando como Mão enquanto Sua Graça ficava cada vez mais violento e paranóico.  

Quando Rhaegar tinha dezessete anos, Tywin ainda tentou um gesto de reconciliação. Ele ofereceu sua filha Cersei para casar com o Príncipe, proposta que foi recusada de Prontidão.


Desafio de Valdocaso

Conforme Porto Real crescia e prosperava, Valdocaso, que um dia foi o porto mais importante de Westeros, estava em decadência. 

Lorde Denys Darklyn, comandante da cidade, tentou negociar com a coroa algumas regalias, mas teve todas as propostas recusadas. Para tentar um acordo, ele convidou o Rei Aerys a fazer uma visita a Valdocaso. Aerys foi se encontrar com Darklyn só para contrariar Twyin.

O fato é que tudo era uma armadilha e o Rei acabou preso por seis meses apesar das tentativas de negociação e cerco da Mão. Até que Sor Barristan Selmy, que fazia parte da Guarda Real, resolveu se infiltrar na cidade para recuperar Aerys. Ele conseguiu encontrar o Rei em um calabouço e ambos escaparam depois de Sor Barristan lutar corajosamente para abrir o caminho.

O cativeiro em Valdocaso tirou qualquer vestigio de sanidade que restava no Rei Aerys. O Rei ficou completamente paranóico, não saía mais do castelo e não deixava mais ninguém encostar nele. 

Assim, seu cabelo, barba e unhas foram crescendo e deixando sua aparência grotesca. O fogo se tornou uma obsessão e a partir daí começou a queimar traidores ao invés de decapitá-los ou enforcá-los. Ficando conhecido a partir dai como Rei Louco.

Tywin só deixou de ser Mão quando o Rei resolveu nomear seu filho, Jaime, como cavaleiro da Guarda Real. O Lannister perdeu seu herdeiro, já que ele não considerava Tyrion para a sucessão. Tywin alegou estar doente e pediu para se retirar do cargo, voltando para Rochedo Casterly.


Torneio de Harrenhal

Havia anos que não acontecia um torneio tão grandioso em Westeros. Todas as famílias mais importantes compareceram ao Torneio de Harrenhal, inclusive o Rei Aerys. Ele resolveu sair do castelo pela primeira vez em anos, em uma tentativa de se tornar mais popular.

O Príncipe Rhaegar venceu o torneio e nomeou Lyanna Stark a rainha do amor e da beleza, um ato que foi considerado desrespeitoso por todos os presentes. Primeiro, porque Rhaegar era casado com Elia Martell, que estava presente no evento. Segundo, porque Lyanna era prometida de Robert Baratheon. Brandon e Ned, irmãos da Stark, ficaram revoltados. 


A rebelião de Robert

Depois dessa confusão, Brandon Stark e seu pai, Rickard, foram tirar satisfação com o Rei Aerys. Os dois acabaram mortos pelo louco, que queimou Rickard na frente do filho - enquanto o tentava salvar, Brandon morreu enforcado. Depois disso, Ned Stark e Robert Baratheon uniram exércitos e vários combates aconteceram pelos reinos. Perto do fim da guerra, que os Targaryen estavam perdendo, Rhaegar voltou do sul para participar. Ele e Robert se encontraram na Batalha do Tridente e o Príncipe acabou morto com uma martelada.


A queda do dragão

Quando as notícias chegaram ao Rei, ele mandou seu filho Viserys (finalmente tinham conseguido mais um filho saudável!) e sua esposa Rhaella, grávida de Daenerys, para a Pedra do Dragão. Em Porto Real, chegou um exército Lannister e Aerys abriu as portas, pois achou que seu velho amigo Twyin tinha ido ao seu resgate, como fez outras vezes. Só que, dessa vez, o Lannister estava mais preocupado com o bem de Westeros e entrou na cidade derramando sangue. Inclusive, foi nessa ocasião que Elia Martell e seus filhos foram mortos (causando a ida de seu irmão, Oberyn Martell, à Porto Real, em busca de vingança).

Quando o Rei soube o que Tywin estava fazendo, ordenou a Jaime que trouxesse a cabeça de seu pai, além de mandar colocarem fogo na cidade inteira. O cavaleiro era o único membro da guarda real presente e tomou uma decisão difícil. Ele preferiu proteger a população de Porto Real e matou o Rei Louco, ficando conhecido como Regicida. Robert Baratheon reivindicou o Trono de Ferro, acabando com 300 anos dos Targaryen no poder em Westeros e marcando o início de um reinado próspero.

Vale lembrar que esta um Texto adaptado.

Fonte: Omelet

    Blogger Comment
    Facebook Comment
 
Copyright © 2013. Tia Nerd Show - All Rights Reserved
Template Created by ThemeXpose | Published By Gooyaabi Templates